Receba nossa news

  •  
  •  
Você está aqui: Home Suplementos Especiais Outros Correlatos Correlatos 2011 De olhos bem abertos

De olhos bem abertos

Correlatos não explorados pelo canal farmaHá uma série de correlatos que apresenta uma alta rentabilidade e que ainda não é explorada adequadamente pelo canal farma

 

A RDC 44/09 determinou que os MIPs deve deixar a área do autosserviço para ficarem atrás do balcão. “Os itens que podem ficar ao alcance do consumidor são os produtos e correlatos previstos na instrução normativa nº 09; os fitoterápicos; ou aqueles sujeitos a notificação simplificada, como água boricada, água oxigenada, glicerina, tintura de iodo e soro fisiológico. Mas, por conta de dúvidas ou receio de não atender às regras da RDC 44/09, algumas farmácias estão deixando de lucrar, ao não colocarem nas gôndolas de acesso aos clientes alguns produtos permitidos. Há várias categorias que podem ser exploradas no ponto de venda.

Entre elas, os destaques são os produtos para lentes de contato, suplemento alimentar e alimentos diet e light. Conheça o potencial desses segmentos.

Produtos diet, light e de conveniência

Produtos diet, light e de conveniência ganham mais atenção dos consumidores e merecem destaque nas gôndolas de farmácias e drogarias. Cresce o conceito de saudabilidade, oportunidade para o canal farmacêutico associar-se definitivamente a esse nicho.

Os produtos deixaram de ser exclusividade de diabéticos e ligados a dietas. Hoje, cada vez mais consumidores dão preferência a esses produtos associados à saudabilidade. Nenhum outro canal de vendas tem mais intimidade com o novo termo.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad), 35% dos domicílios consomem algum tipo de produto diet/light. Há uma pulverização de consumo entre todas as classes sociais e 47% admitem consumir esses produtos diariamente.

“As farmácias devem criar espaços voltados para 25os produtos diet, light e de conveniência, adotando uma identidade visual apropriada e com mais exploração do espaço físico e promocional”, avalia a sócia-diretora da consultoria GS&MD – Gouvêa de Souza, Cristiane Osso.

O consumidor entende e aceita que deve pagar um valor diferenciado, por exemplo, para um chocolate diet em relação ao chocolate normal. “Existem diversas possibilidades: barra de cereais com uma bebida diet ou light; leite em pó com um achocolatado em pó light, iogurte”, diz a consultora.

Devem ser expostos próximos aos itens para diabéticos, mas facilmente percebidos pelas características de cada um. De preferência, devem estar perto de outros alimentos e longe de medicamentos, segundo informa a consultora Regina Blessa.

Para chamar a atenção e ajudar na distinção das gôndolas e prateleiras, ela sugere “fazer uma placa de informação da categoria e promover alguns itens na ponta da gôndola com um splash chamativo”.

Lentes de contato

A Bausch & Lomb fornece um bom exemplo. De acordo com o laboratório, produtos como soluções de limpeza de lentes de contato, tidos como itens de alta rentabilidade nas gôndolas, foram sem necessidade para dentro do balcão em alguns pontos de venda, refletindo, assim, em uma diminuição de vendas. Produtos desta categoria são considerados correlatos e podem, portanto, ficar na área de autosserviço.

Sites do Grupo

logo-contento
logo site

Contate-nos

1396561723 social facebook box blue   1396561730 social twitter box blue   1396561765 youtube

Guia da Farmácia: Revista dirigida aos profissionais de saúde
Rua Leonardo Nunes, 198
Vila Clementino – CEP 04039-010
São Paulo – SP


Telefone (11) 5082-2200
comunicacao@contento.com.br